Como pensar em Inovações Tecnológicas no Mercado da Educação

mar 31, 2023

É comum pensarmos nas inovações e evoluções tecnológicas nos ambientes de educação e ensino como integração de novas ferramentas em sala de aula – como computadores, tablets e outros. Porém, existe um viés muito mais denso dessa integração presente nos processos de gestão e administração destes espaços.

Diante desse olhar, é importante situar que a inovação tecnológica não consiste em substituir o antigo pelo novo (tratando-se tanto de hardware, como de software), mas pensar em como a implantação de novas tecnologias pode afetar a qualidade dos processos existentes e suas efetividades. Inovar, então, é repensar formatos, estruturas e processos para que sejam constantemente aperfeiçoados.

Almeida e Maricato (2021) citam que “monitorar e mensurar as variáveis promotoras de inovação tem se tornado uma prática crescente relevante pois, além de permitir o acompanhamento da atividade inovativa de países e regiões, auxilia na definição de caminhos a serem trilhados na busca por inovação”. Pensando dessa forma, a inovação é uma ancora para o progresso, e quando aplicado a educação, esta característica parece estar ainda mais em evidencia.

Nesse sentido, é essencial pensarmos na integração das informações, o que permite cruzamento de dados, decisões estratégicas mais bem ancoradas e um crescimento corporativo consistente e consciente das instituições de ensino. A fim de esclarecermos algumas questões tão específicas deste mercado, convidamos Luiz Carlos Gewehr, head de desenvolvimento de novos produtos na GVdasa, para responder algumas perguntas. Confira abaixo:

 

Como você enxerga o mercado de inovações na área da educação?

O mercado de inovações na área da educação tem crescido muito nos últimos anos, impulsionado pela rápida evolução da tecnologia e pelas novas formas de interagir com as instituições de ensino e suas comunidades acadêmicas. Novas ferramentas educacionais têm sido lançadas com mais frequência, impulsionando o aprendizado de alunos e integrando professores e responsáveis, tanto no quesito educacional quanto no financeiro.

Pensando de forma isolada, o mercado de inovações por si só já demonstrou e demonstra novos cenários desde a pandemia, e aplicado à educação – principalmente nas instituições de ensino tradicionais -, a crescente demanda por softwares educacionais e suas integrações já demonstra uma alternativa viável e conveniente para estas comunidades.

Além disso, as tecnologias educacionais estão se tornando cada vez mais facilmente disponíveis através dos dispositivos móveis e rápida velocidade da internet, permitindo que famílias e escolas tenham acesso a estes produtos, gerando mais conectividade e inovação ao setor.

 

No dia a dia, como você interage com este mercado para a pesquisa e desenvolvimento de novos produtos?

Para buscar inovação e, principalmente oferecer produtos e serviços capazes de entregar melhores resultados as instituições e ensino, busco exercitar experiências na visão de usuário de sistema: é preciso entender conceitos aplicados em diversas áreas, questionando muito o motivo de tais rotinas e processos e testar tais entendimentos com colegas e parceiros de inovação, aplicando provas de conceito e entregando valores mínimos rapidamente aos clientes e aliados estratégicos. Uma primeira experiência bem conduzida gera bons frutos de sistemas e serviços, entregando assim resultados positivos às instituições educacionais.

Procuro conversar também com pessoas do meio acadêmico, como professores e coordenadores, que exercem diariamente os processos pedagógicos, a fim de elaborar ideias e consolidar a inovação aplicada aos nossos produtos e serviços da GVdasa.

 

Na sua opinião, qual a importância de um sistema que evolui com a Instituição de Ensino?

Um sistema que evolui com uma instituição de ensino é, nos tempos atuais, chave fundamental para a entrega adequada e alinhada a tecnologia com os objetivos e necessidades da instituição, bem como a integração completa e transparente entre alunos e comunidade acadêmica.

Os sistemas mais atualizados permitem que a instituição possa adaptar-se às constantes mudanças do mercado de tecnologia educacional, integrando novas ferramentas e recursos ao seu currículo e metodologias de ensino.

Exercitando um cenário: Você já imaginou que, um aluno, ao saber que foi aprovado num curso, poder com um click compartilhar seu resultado com amigos e familiares, criando então este elo entre família e escola?

Outra vantagem de um sistema que evolui com a instituição de ensino é a constante evolução de novas plataformas e serviços que poderão ser personalizados, oferecendo modelos de aprendizado diferenciados e disruptivos. Com as diversas tecnologias disponíveis atualmente no mercado de TI, é possível criar plataformas novas, e rapidamente adaptar-se ao seu contexto, fornecendo um conteúdo personalizado de acordo com o nível e o ritmo de aprendizado de cada aluno, baseado na proposta de sua comunidade acadêmica.

 

Que dica você daria para instituições que desejam crescer?

Uma dica que pode valer ouro para as instituições de ensino é que elas busquem ler e entender a sua comunidade acadêmica, integrando a experiências de seus alunos em novas plataformas de compartilhamento social.  Para atingir determinados públicos e ampliar a sua carteira de clientes, as palavras “integração” e “compartilhamento de experiência” são pontos focais que aproximam mais o público e mantém a transparência adequada aos tempos modernos.

Seguindo este contexto, vale também observar o que o mundo de tecnologia tem nos mostrado recentemente. Refiro-me as aplicações integradas de inteligência artificial (IAs), das quais tem crescido muito e entregue resultados positivos aos usuários. Quando falávamos a quinze anos atras em “redes sociais”, pensávamos que seria algo muito da “moda”, mas hoje essas são ferramentas consolidadas de negócios, principalmente nas áreas de marketing. Sobre isto, entendo que as tecnologias de inteligência artificial, como a que a OpenIA está oferecendo, será uma forte tendência no mercado de ensino amadurecerá processos e sistemas a fora.

 

Gostou do que o Luiz teve a nos dizer sobre este mercado? Descubra mais artigos como esse no nosso blog ou descubra mais sobre nosso sistema de gestão educacional em gvdasa.com.br