Sala de aula invertida: como se beneficiar?

Gerir uma instituição ficou muito mais fácil na última década. A tecnologia avançou em uma velocidade impressionante, mas, o impacto foi além da área administrativa e financeira: ele chegou na sala de aula.

O processo de ensino e aprendizagem também se modificou com as novas ferramentas tecnológicas. Isso resultou em possibilidades dinâmicas e que atendessem melhor à realidade das novas gerações.

Para que a sua instituição de ensino ganhe a atenção de seus alunos, é preciso adaptar-se, buscando formas inovadoras e relevantes de engajamento. Uma possibilidade é a sala de aula invertida.

Continue lendo para descobrir o que é a sala de aula invertida, quais seus benefícios e muitas dicas.

O que é Sala de Aula Invertida?

Conhecida também como flipped classrom, a Sala de Aula Invertida é um método de aprendizado que propõe modificar a ordem de apresentação de conteúdo aos estudantes. Ele sugere que o primeiro contato com a matéria em questão seja através da internet, com videoaulas, games, entre outros, e depois discutido em sala de aula com colegas e professores.

Este é um ótimo exemplo de como a tecnologia pode ser aliada da sala de aula. O método da Sala de Aula Invertida possibilita que o tempo dentro de sala de aula seja utilizado de forma mais objetiva e efetiva.

Além disso, o método ressignifica a ideia de que conhecimento só pode ser compartilhado por professores. O resultado é uma melhor experiência de aprendizado e melhores relações entre estudantes e seus educadores.

Já deu para perceber, né? Os impactos são diversos e movimentam não só o formato das aulas, mas toda a vivência escolar.

Explore os formatos digitais.

Outro grande benefício da tecnologia em sala de aula é a possibilidade de diversificar os formatos. Isso torna as aulas muito mais dinâmicas e interessantes para os alunos. Numa era em que todos estão sempre conectados, inovar na educação é essencial. Por isso, aqui vão algumas dicas de recursos que podem ser utilizados por seus professores:

  • Vídeos, filmes, esquetes de comédia…
  • Blogposts com linguagem mais simples e próxima dos alunos
  • Podcasts (afinal, hoje em dia tem de tudo que é assunto, né?!)
  • E-books com conteúdo mais completo ou infográficos
  • Jogos temáticos
  • Fóruns para abrir discussões e compartilhamento de outros materiais

O papel do professor é mediar.

A grande dúvida que fica sobre a sala de aula invertida é: qual o papel do professor neste caso? E a resposta é simples: o professor passa a ser um mediador e motivador de discussões. Ele torna possível que os estudantes reflitam sobre os temas abordados, aprendam a fazer pesquisa e sejam capazes de analisar, discutir e se posicionar.

Mesmo com um primeiro contato seja por meios tecnológicos, o educador permanece como elemento essencial para os alunos. Isto porque ele é, naturalmente, responsável por instigar e provocar o pensamento crítico.

Como a minha instituição sai ganhando?

Promover um espaço inovador é um super diferencial para a sua instituição. E para isso, a escolha de um método de ensino-aprendizagem como o de sala de aula invertida pode ser um ótimo argumento de venda e oportunidade de impulsionamento.

Além disso, a sua instituição pode:

  • Tornar o ensino mais flexível e democrático
  • Melhorar o desenvolvimento dos alunos, já que esse método enxerga a individualidade de cada um
  • Fidelizar professores, visto que seu papel em sala de aula se torna mais visível e valorizado

Bônus: dicas rápidas de implementação!

A sua instituição pode investir na sala de aula invertida, seja ela pequena, média ou grande. Basta ter um bom planejamento e, para isso, a GVdasa deixa algumas dicas. Olha só!

  • Estude sobre o assunto e cases de sucesso. Entender a origem da metodologia é essencial para realizar essas mudanças tão significativas.
  • Organize as tarefas necessárias a serem realizadas para a implementação e inclua os professores nesse processo. Eles são elemento importante e precisam entender sobre o assunto tanto quanto você.
  • Faça treinamento com os professores, deixando claro todas as mudanças que acontecerão.
  • Apresente o novo método aos alunos e responsáveis. Ouvir suas opiniões será essencial para o desenvolvimento da metodologia.
  • Teste e analise! Cada instituição tem sua forma de trabalhar seu método. Lembre-se que a sala de aula invertida é adaptável e flexível.

Curtiu esse post?

Nós temos muitos conteúdos gratuitos incríveis nas nossas redes sociais e também em nosso blog. Siga a gente no Instagram, Facebook e LinkedIn também e aproveite!



Deixe uma resposta