O que é gestão escolar democrática

A Constituição Federal de 1988 estabelece princípios para a educação no país como a obrigatoriedade, a gratuidade (escolas públicas), a liberdade, a igualdade e a gestão democrática, tudo regulamentado por meio de leis complementares. E a gestão democrática se baseia na articulação de atitudes e ações que incentivam a participação social, isto é, a comunidade escolar como um todo, ativa, toma parte nas decisões da escola e em todo o processo de gestão.

Para que isso aconteça efetivamente, é necessário que cada um tenha conhecimento e entenda o seu papel enquanto integrante da comunidade ou das instâncias colegiadas (como por exemplo a associação de pais, mestres e funcionários, o conselho de classe, o grêmio estudantil, o conselho escolar). Os integrantes devem entender seu papel e assumir suas responsabilidades.

Entende-se, então, a gestão democrática como aquela realizada com a participação dos vários setores nos projetos pedagógicos, no estabelecimento das rotinas e da administração. Uma gestão democrática é aquela na qual os membros da comunidade escolar e local participam dos processos de decisão da instituição de ensino.

 

Como construir uma gestão democrática

A democratização da gestão escolar traz em si a possibilidade de O que é gestão escolar democráticamelhorar a qualidade pedagógica do processo educativo nas escolas por meio da participação coletiva. Por implicar um processo envolvendo estudantes, diretoria, vigias, auxiliares de serviço, professores, coordenadores, técnicos administrativos, etc., a gestão democrática pressupõe uma maior integração entre todos esses agentes.

Mas para que isso ocorra, é necessário que as instâncias colegiadas possam ter caráter deliberativo. Além disso, o gestor e o conselho escolar precisam estimular trabalhos em conjunto, o debate de ideias e coordenar o esforço de todos os envolvidos no processo educativo incentivando essa integração.

Seja a instituição de ensino pública ou particular, essa articulação entre os diferentes elementos que compõem a comunidade é fundamental para uma gestão escolar democrática. Cabe destacar que a gestão democrática na escola, por si só, não existe: ela sempre estará vinculada à democratização da sociedade.

O papel do gestor torna-se fundamental no estabelecimento de uma gestão democrática. Ele deve entender que a administração escolar é uma atividade meio e incentivar o fortalecimento do conselho escolar como instância deliberativa na qual participam representantes de toda a comunidade para decidir sobre as políticas educacionais, tomar decisões, deliberar o uso dos recursos, etc. Neste sentido, os conhecimentos, competências e atitudes do gestor são tão importantes quanto o ensino na sala de aula, e ele deve se preocupar com o processo de ensino e aprendizagem, também. Afinal, tem que conseguir identificar conflitos nas equipes e propor soluções, deve ter conhecimento para escolher ferramentas e técnicas que otimizem a administração, ganhando em qualidade e melhorando a produtividade. E é do gestor a responsabilidade de reforçar as instâncias colegiadas, conferindo a elas o caráter deliberativo necessário para o processo de tomada de decisões.

 

A tecnologia como aliada da gestão

Entendemos que, para uma gestão democrática, a participação de todos os setores da escola é fundamental. Isso implica a realização de reuniões, debates, o estabelecimento de rotinas e padrões tanto para a produção quanto para a guarda, integração e análise dos diversos dados que podem ajudar na administração das rotinas da instituição.

Neste sentido, o ferramental oferecido pelas novas tecnologias é de grande utilidade, permitindo organizar, distribuir, analisar e trabalhar com as informações geradas pela comunidade escolar com mais facilidade, assertividade e obtendo melhores resultados (que também podem ser mensurados).

Este ferramental inclui sistemas organizados para a gestão escolar, integrando recursos e oferecendo um auxílio inestimável para a administração dos diversos fatores que envolvem o processo de gestão.  São soluções que oferecem uma visão sistemática e estratégicas das áreas da instituição de ensino, mais agilidade e simplificação dos dados e dos processos. Como o Sistema de Gestão Educacional Integrada da GVDASA, especialista com trinta anos de atuação neste mercado e que contabiliza mais de 2 milhões de alunos atendidos, com apoio à gestão de mais de 900 instituições no país.

A tecnologia pode funcionar, então, como um diferencial competitivo, ao responder aos desafios do mundo de hoje. Inovar a educação, melhorar o atendimento a pais, alunos e funcionários de forma personalizada, estreitar o relacionamento com eles, integrar, centralizar e organizar os dados e processos de toda a rede escolar, facilitar o controle das rotinas diárias são alguns dos benefícios trazidos por um bom sistema de gestão educacional, assim como a otimização dos processos acadêmicos, a redução de custos operacionais e da inadimplência.

Entre em contato com a GVDASA e saiba tudo o que a nossa tecnologia pode oferecer à sua escola.



Deixe uma resposta